A MONJA E A MUDANÇA

 

Saudade:

“Do latin Solitate – Lembrança nostálgica e, ao mesmo tempo, suave, de pessoa ou coisa distante ou extinta. Pesar pela ausência de alguém que nos é querido”

Estou com saudade do meu bem…

Mas não é disso que quero falar. Na verdade essa semana eu estava meio sem querer falar, talvez por causa da gripe que continua entupindo meu nariz, talvez por causa da paz que toma meu músculo cardíaco nos últimos tempos, talvez  por causa da saudade que eu estou sentindo do Meme. Não sei, só sei que foi assim.

Meu estrelo faz meditação com uma monja budista…nunca fui, talvez não vá, mas que tem coisa naquilo, ahhhh tem. Porque eu nunca tinha falado (escutado) com uma pessoa com o rosto tão feliz…essas pessoas mais iluminadas (e eu acredito nisso piamente) tem uma coisa no rosto que deixa a gente olhando, em transe. A conversa nem me dizia respeito mas a carapuça serviu.

“Você diz que alguém te fez sofre, alguém te fez mal…ninguém tem esse poder sobre o outro…se sofremos, se nos sentimos mal, é nossa mente, nossa fraqueza interior, nossos maus pensamentos os culpados. Ninguém faz mais mal a nós do que nós mesmos.”

“Você diz que sai do seu trabalho sugada, sem energia. Diz que as pessoas sugam a sua energia boa…Não…Você permite que seu balanço energético caia, sua mente trabalha contra você. Lembre-se que ninguém tem poder nenhum sobre o outro.”

Fiquei quieta…e continuo quieta, porque isso não sai da minha cabeça, e confesso que ando praticando a felicidade calculada. Eu mando, minha cabeça obedece.

– Pára de pensar merda, tá tudo bem!! Vai ocupar a mente!!!

– Happy thoughts Sininho!!

E é só mudar o foco, alegrar os pensamentos e plin!! Sorriso dando laço, e a toa…e energia positiva emanando pra todo lado.

Não é fácil, consigo fazer isso poucas vezes mas acho que é assim que começa…

Fazia tempo que não tinha planos concretos, a não ser ganhar na Sena, mas isso não conta porque é devaneio (roubando a palavra de Julio). As pessoas precisam ter planos…de qualquer coisa, viagem, casamento, trabalho, sonhos…a vida pára se você não planeja nada. Vida parada = morte lenta. Demorei pra sentir a ficha caindo. Mas caiu. Ninguém me segura.

Não sei se foi coisa da monja, ou se foi coisa do Zózi, se foi tudo junto ao mesmo tempo…só sei que está funcionando.

 

Abraço de Urso

 

3 Respostas to “A MONJA E A MUDANÇA”

  1. Paulette
    Isso funciona e muito, temos um poder imenso dentro de nós e desperdiçamos tempo com situações que não agregam em nada.
    Continue praticando que verá o mundo com novos olhos e o mundo lhe verá melhor ainda.

  2. Sonhe, faça planos de qualquer coisa, mas não se deixe escravizar pelos seus desejos… pois esse é o caminho da infelicidade..

    Já reparou quando te falam tanto sobre um lugar, e vc idealiza mil coisas, e qdo chega lá é uma merda?… não é uma tremenda frustração?… por outro lado, muitas vezes vc não espera grandes coisas, (de um lugar, de uma situação ou pessoa) e de repente aquilo te faz sentir-se bem, de uma forma quase que inesperada… pois esse sentimento bom surgiu pq vc não estava esperando nada mais daquela situação….

    Por isto, ame, sem esperar nada em troca, faça planos, mas não alimente desejos de prazeres futuros, esteja sempre pronta para o imprevisto… Como disse eu mesmo: “só quem corre o risco de se decepcionar pode experimentar o prazer de surpreender-se”. Bjs

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: